O Greenpeace contra a Volkswagen: O lado negro da força

Durante a final do Super Bowl, um dos horários comerciais mais caros da TV americana, a Volkswagen lançou o comercial do seu novo Passat. O vídeo é ótimo, virou hit no YouTube e se tornou viral (hoje com 41 milhões de visualizações). Com o título “The force”, o comercial mostra uma criança fantasiada de Darth Vader que tenta usar superpoderes:

Aproveitando-se do sucesso, o Greenpeace resolveu fazer uma campanha de mobilização. De acordo com a ONG, a VW atua contra a aprovação de leis de redução de gases de efeito estufa e de produção de carros mais eficientes, que consomem menos combustível. Para isso, passou a atuar na rede com a campanha “Dark side”, em alusão ao próprio Star Wars.

No site VW Dark Side, há o detalhamento das acusações feitas à VW pelo Greenpeace:

E, com base nisso, a ONG chama pessoas para mobilizarem-se à campanha para forçar a VW a mudar de postura. E com uma campanha fantástica na Internet, passa a usar a rede para recrutar os rebeldes “jedi” para a “rebelião” contra o “lado negro da força”.

O site disponibilizou o seguinte vídeo, inspirado no comercial da Volskwagen, que explica o que está acontecendo e que chama as pessoas a participar do movimento:

Após o usuário entrar no site do Greenpeace, se cadastrar e assinar o manifesto, ele tem acesso à 2ª parte do vídeo:

De acordo com o Greenpeace, mas de 250.000 de pessoas já se juntaram à campanha (hoje, mais de 308.000). E, mobilizadas, as pessoas passam a participar da campanha em suas próprias redes, por exemplo, com fotos no Facebook mostrando o que acham da VW e como estão aderindo à campanha. O 2º vídeo do canal oficial do Greenpeace foi banido do YouTube, mas diversas pessoas passaram a compartilhá-lo.

Até onde entendi, a VW ainda não se manifestou. A ver… Mesmo assim, acho que esse é um exemplo excelente de mobilização.

Anúncios