Acompanhamento de metas: Deploy do Promise Tracker

Nesse fim de semana tive a oportunidade de acompanhar a equipe do MIT Media LabCivic Media em mais um teste do protótipo do Promise Tracker, projeto que pretende empoderar comunidades ao dar poder de acompanhar o andamento das metas dos governantes. Trata-se de uma ferramenta de diálogo entre sociedade e governos. Infelizmente eles não puderam ir para BH, o teste foi feito somente em São Paulo, em parceria com a Rede Nossa São Paulo, nas subprefeituras da Cidade Ademar e do Butantã. Fui a SP como voluntário e entusiasta do projeto.

A forma como o Nossa São Paulo conseguiu articular com a Prefeitura o estabelecimento de metas para a cidade é muito interessante, e a forma como a cidade está dividida em conselhos participativos certamente contribui para o seu acompanhamento. Apesar de consciente dos problemas de funcionamento dos conselhos,  sou muito simpático à participação civil nas políticas públicas.

Em resumo, no sábado acompanhamos, in loco, o andamento da construção de EMEIs na Cidade Ademar (bastante atrasado) e, na segunda, a equipe acompanhou a implementação de um parque linear no Butantã (não deu tempo para acompanhá-los). Testamos o aplicativo de celular que permite entrevistar moradores do bairro e registrar o andamento de cada uma das metas.

O Nossa São Paulo publicou impressões em seu site, que reproduzo abaixo.

************

Aplicativo para monitoramento do Plano de Metas é testado na Cidade Ademar

Enviado por NossaSP em seg, 17/11/2014 – 16:28

Teste ocorreu durante oficina realizada por pesquisados do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em parceria com a Rede Nossa São Paulo.

Por Airton Goes, da Rede Nossa São Paulo

O primeiro teste prático do aplicativo para celular, que está sendo desenvolvido para auxiliar a sociedade civil a acompanhar e a fiscalizar o cumprimento do Plano de Metas, ocorreu na região da Cidade Ademar, periferia de São Paulo.

A experiência pioneira fez parte da oficina realizada no último sábado (15/11) por pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em parceria com a Rede Nossa São Paulo.

Convidados pelo Fórum Social da Cidade Ademar e Pedreira, sete moradores da região, sendo dois conselheiros participativos e cinco militantes sociais, participaram da oficina na Escola Estadual Professor José Hermenegildo Leoni.

Após receberem todas as informações sobre o aplicativo, dadas pelos pesquisadores do MIT Alexandre Gonçalves e Emilie Reiser, eles escolheram a meta 18 para colocar em prática a ferramenta.

De acordo com item 18 do Plano de Metas da Prefeitura de São Paulo, 65 Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) deverão ser entregues até o final da atual gestão. Cinco delas estão previstas para a Subprefeitura da Cidade Ademar.

Para o teste do aplicativo, foram visitados quatro dos locais onde a administração municipal instalará as EMEIs (pré-escolas) na região. Todos estão em fase de desapropriação dos imóveis, que já foram declarados de utilidade pública. Pelo Sistema de Monitoramento do Plano de Metas da Prefeitura, esses equipamentos estão com índice de 20% de execução.

Em um dos locais, os integrantes do Fórum Social da Cidade Ademar e Pedreira utilizaram o aplicativo para fazer uma rápida enquete com os moradores do entorno. Os dados levantados ainda estão sendo tabulados, mas já é possível adiantar que a maioria das famílias não sabe que a Prefeitura irá instalar uma EMEI na área, embora considere o equipamento muito importante para as crianças da região.

Além de pesquisadores do MIT e integrantes da Rede Nossa São Paulo, a oficina na Cidade Ademar contou com a contribuição de dois representantes do Escritório de Prioridades Estratégicas do Governo de Minas Gerais.

Os testes com o aplicativo continuam nesta segunda-feira (17/11), com uma oficina semelhante na região do Butantã.

A após essa fase, a expectativa é que o aplicativo possa ser lançado no início do próximo ano e colocado à disposição de conselheiros participativos, organizações da sociedade civil e cidadãos interessados em acompanhar e fiscalizar o cumprimento do Plano de Metas da Prefeitura nas diversas regiões da cidade.

Para isso, outras oficinas regionais estão sendo programadas para 2015.

Promise Tracker on mainstream media

Some of the projects the MIT Media Lab researchers developed here in Minas Gerais (with my very humble support) are both in Brazilian and US mainstream media.

Rahul Bhargava, from MIT’s Center for Civic Media, was interviewed by O Globo, an important Brazilian newspaper, and he talked about Promise Tracker.  Here’s an interview extract (in Portuguese): “É claro que a tecnologia pode ajudar as pessoas a se envolver com suas comunidades, mas a tecnologia não é a parte mais difícil disso. O processo social é o grande desafio” (Technology can surely help to engage people with their communities, but technology isn’t the most difficult part on that. The social process is the biggest challenge)

Veja magazine interviewed Ethan Zuckerman, director of the Center for Civic Media, and he talked about Promise Tracker. Here’s an interview extract (in Portuguese):

“Monitorar governos é uma forma vital de exercermos poder. Os movimentos de transparência pública já trabalham nesse sentido, mas se concentram no acompanhamento das despesas governamentais. É só uma parte do trabalho. Com o Promise Tracker, pretendemos monitorar tudo: um prédio cuja construção foi prometida está de fato sendo erguido? O trabalho está bem feito? Está no lugar certo? E assim por diante.”

MIT-Ethan-Zuckerman-2014-02-size-598

CNN has interviewed Rahul Bhargava and Leo Burd from MIT’s Center for Civic Media about Promise Tracker. The interview’s headline is “Making sure politicians make good on campaign promises? There’s an app for that

According to Burd, “Our goal is not to criticize the government, but rather provide residents and politicians with the proper tools to understand the local context, make informed decisions, and transform their cities into better spaces for all”.

The full text can be found on CNN Money website (in English) or at the CNN Expansión (in Spanish).